16/1/2019 09:37

Bastidores da negociação: como o Palmeiras conseguiu contratar Ricardo Goulart depois de um ano

Verdão tinha interesse antigo no meia-atacante; tratamento, família e história na China contribuem para acerto

Em dezembro de 2017, Ricardo Goulart disse ao GloboEsporte.com que havia comunicado ao Guangzhou Evergrande seu desejo de voltar ao Brasil. Naquela época, o Palmeiras já era favorito a repatriá-lo. A longuíssima negociação terminou na manhã da última terça-feira, quando foi assinado o contrato de empréstimo até dezembro.



A vontade de sua família, seu desempenho e até mesmo a lesão no joelho direito colaboraram para que o clube chinês topasse ceder o meia-atacante de 27 anos.



Ricardo Goulart é muito próximo de Alexandre Mattos, chefe do futebol do Palmeiras. Ambos ganharam dois títulos brasileiros no Cruzeiro, em 2013 e 2014. Os termos do acerto estavam costurados desde agosto.

Por isso, a negociação resistiu a assédios como o do Flamengo, que recorreu até ao meia Everton Ribeiro, outro protagonista daquele Cruzeiro, para tentar convencer Goulart.

O agente do jogador, Paulo Pitombeira, também recusou o contato de intermediários, em razão do acordo com o Palmeiras. Com bom trânsito no futebol chinês, ele trabalhou para que o Guangzhou aceitasse pagar boa parte dos salários. O apelo foi também emocional, em cima dos 103 gols marcados em 157 jogos na China, além de sete títulos.

Até a lesão no joelho direito ajudou. Em outubro do ano passado, Goulart enviou os exames para Mattos, que consultou Gustavo Magliocca, chefe do departamento médico do Palmeiras. O diagnóstico acabou sendo a necessidade de uma artroscopia, procedimento diferente do que havia sido sugerido na China.

O procedimento de reparo na cartilagem foi realizado em 27 de outubro pelo cirurgião Gilberto Camanho, profissional indicado pelo Palmeiras e que opera todos os jogadores do clube. A partir daí, toda a recuperação foi supervisionada pelos profissionais do clube, tanto na Academia de Futebol quanto nas férias, em sua casa, em São José dos Campos.

A possibilidade de reencontro com Luiz Felipe Scolari foi só um bônus. Foi o treinador quem comandou Ricardo Goulart em sua melhor fase na equipe chinesa. Tratou-se de um trunfo para que o Palmeiras, mais de um ano depois das primeiras conversas, conseguisse, enfim, anunciar o reforço.



Palmeiras, verdão, Ricardo Goulart



Leia também: [ENQUETE] O Palmeiras faz certo em poupar Ricardo Goulart contra o Melgar?

Leia também: Já é top 50 em jogos e top 40 em gols: veja onde Dudu pode chegar em 2019



2193 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias