16/7/2019 12:39

Palmeiras e Flamengo detém quase um quarto das receitas nacionais

Segundo estudo, paulistas e cariocas somam R$ 1,19 billhão em arrecadação em 2018 e se descolam de rivais no investimento em atletas

Palmeiras e Flamengo concentraram praticamente um quarto das receitas somadas de 27 dos principais clubes de futebol do país. Em 2018, eles acumularam R$ 1,190 bilhão, equivalente a 23% dos R$ 5,162 bilhões arrecadados.


O Palmeiras foi quem teve a maior receita no ano passado, com R$ 654 milhões, seguido pelo Flamengo, com R$ 536 milhões. São Paulo (R$ 399 milhões) e Corinthians (R$ 389 milhões) aparecem na sequência, mas já distantes dos dois primeiros.

Os números constam em estudo anual realizado pelo banco Itaú BBA divulgado nesta terça-feira, em São Paulo. O levantamento considera os balanços de 2018 publicados pelos clubes neste ano.

A análise se dá nas contas dos participantes da Série A – exceção ao CSA, que não revelou as informações, segundo o banco –, além de América-MG, Criciúma, Coritiba, Figueirense, Paraná, Ponte Preta, Sport e Vitória.

A capacidade de arrecadação se refletiu nos investimentos dos clubes. O Palmeiras foi o clube que mais gastou na contratação de novos atletas no ano passado, R$ 198 milhões. O Flamengo, R$ 135 milhões. O Cruzeiro, terceiro nesse ranking, gastou R$ 73 milhões – uma diferença de R$ 125 milhões para o atual campeão brasileiro.

– A gente começa a ver um descolamento absurdo entre os clubes – afirmou César Grafietti, que coordena o estudo.

Para demonstrar isso, a análise aponta que a geração de caixa – resumidamente, a diferença entre a receita e os custos – desses 27 clubes se torna negativa quando excluídos Palmeiras e Flamengo desta conta. Esses dois clubes são responsáveis por 35% do total de geração de caixa.

– O impacto desses dois clubes, a capacidade gestão deles, distorce a informação quando a vejo no todo – disse Grafietti.

– A tendência é (essa diferença) aumentar. Lembrando que a (receita de) TV hoje tem produtividade, com (pagamento por) desempenho. A tendência é eles (Palmeiras e Flamengo) se destacarem, vão ter mais conquistas e mais jogos transmitidos na TV. Essa distância tende a aumentar – reforçou.

Apesar de parecer óbvio, ter dinheiro é determinante para a conquista de título – ainda que no futebol as zebras sejam recorrentes.

Nos dois últimos Campeonatos Brasileiros, oito dos dez clubes com maiores receitas e custos terminaram o torneio entre os dez primeiros.




PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

LEIA TAMBÉM: Análise: primeira versão do Palmeiras de Luxa tem leque de opções e vagas em aberto

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, vale a pena o grande investimento para contratar Rony?

LEIA TAMBÉM: WTorre estabelece cronograma de instalação da grama sintética no Allianz Parque; veja as datas



1875 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

O grande mistério da humanidade.O Palmeiras tem mais receita que o Flamengo, mas o Flamengo dispara em fazer contratações de 40,50 milhões...da onde vem tanto dinheiro?

Rafael Nogueira     

Deixem q este Flamengo se ferre o que importa é o nosso palmeiras vamos com tudo para cima deles AVANTI

Rogério M     

Do que adianta se o Palmeiras não tem um centroavante ????

Palmeiras e Flamengo se destacam, mas no meu modo de ver, acho que o Flamengo está entrando em um buraco com as contratações que está fazendo, estou com um pé atrás, não está cheirando bem. AVANTI SOCIETÁ SPORTIVA PALESTRA ITÁLIA

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Fonte Luminosa - Globo,Premiere
Palmeiras
São Paulo

Último jogo - Paulista

Qua - 19:15 - Novelli Júnior - Itu
Ituano
0 4
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota