11/8/2019 18:18

Palmeiras empata com o Bahia em casa com um a menos e VAR polêmico

Jogando no Allianz Parque, o Palmeiras recebeu a visita do Bahia hoje (11), em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, e ficou perto de vencer seu primeiro jogo na competição depois da Copa América. Dudu abriu o placar no primeiro tempo, mas Felipe Melo foi expulso e deixou o time com um a menos, permitindo com que o Bahia crescesse e deixasse o estádio com empate por 2 a 2.



A partida também ficou marcada pela utilização do Árbitro de Vídeo. Os dois gols do Bahia foram marcados por Gilberto, de pênalti, após o árbitro consultar o VAR e confirmar as penalidades para a equipe visitante.

Com o resultado, o Palmeiras deixou escapar a chance de encostar no Santos, atual líder do Brasileirão. Agora, o Verdão possui 29 pontos, a três do rival paulista. Na próxima rodada, a equipe enfrenta o Grêmio, fora de casa, no sábado (17). Enquanto isso, o Bahia chegou aos 20 pontos e manteve-se na décima posição. A equipe enfrenta o Goiás no domingo (18).

Quem foi bem

Dudu Muito criticado pela torcida desde a eliminação para o Internacional na Copa do Brasil, Dudu voltou a ter uma atuação decisiva pelo Palmeiras. Foram dois gols de oportunismo e muita entrega, principalmente depois do empate do Bahia, no início do segundo tempo, quando o Verdão já tinha um jogador a menos. Essa determinação empurrou o time para frente mesmo diante das adversidades e inflamou os torcedores no Allianz Parque.

Quem foi mal

Moisés O lateral-esquerdo do Bahia, que já defendeu o Corinthians, foi a principal vítima da grande jornada de Dudu. Errou demais na saída de bola, deu espaço na marcação e ainda ficou em situação mais difícil porque não tinha apoio para segurar as triangulações entre Dudu, Gustavo Scarpa e Marcos Rocha. Até por isso, Giovanni também merece críticas. Não à toa foi sacado no intervalo por Roger Machado.

Felipe Melo é expulso e complica futebol do Palmeiras

Jogador com maior número de cartões amarelos no Brasileirão (sete), Felipe Melo voltou a complicar a vida do Palmeiras com uma dura falta desnecessária que resultou na expulsão do volante. Líder do meio de campo, Felipe Melo realizava partida consistente, bem na marcação e apoiando o ataque. No entanto, perto do fim do primeiro tempo, deixou o braço em dividida com Lucca e recebeu cartão vermelho, deixando o Palmeiras com um a menos durante todo o segundo tempo. Terceira suspensão de Felipe Melo no Brasileirão - duas vezes por cartão amarelo e uma por vermelho.

Atuação Palmeiras

O primeiro tempo do Palmeiras está entre os melhores momentos do time depois da Copa América. A equipe foi arrojada, marcou pressão, trocou passes com velocidade e entrou o tempo todo na área de Douglas. A partida parecia controlada no fim do primeiro tempo, até o lance violento que custou a expulsão de Felipe Melo. Na etapa final, Felipão retomou naturalmente uma postura mais conservadora ao trocar Zé Rafael por Thiago Santos, mas com ordens para contra-atacar o tempo todo. Assim, o Bahia manteve o empate por apenas alguns minutos e ficou em risco pelos contragolpes. O recuo excessivo e um pênalti duvidoso no fim acabaram castigando o Verdão, que voltou ao ataque.

Atuação do Bahia

A solidez defensiva que vinha sendo o ponto mais forte do Bahia de Roger Machado esteve longe do Allianz Parque. Houve muita falha no sistema de marcação, principalmente pelo lado esquerdo e entre os dois zagueiros. Foi assim que Dudu apareceu para marcar duas vezes. Com a bola no pé, o Tricolor mostrou pouca criatividade e só chegou ao gol de Weverton com Gilberto. Na etapa inicial, o centroavante driblou o goleiro e errou o chute. No segundo, foi bem para converter os pênaltis. Fora isso, fez pouco para merecer vencer.

Cronologia

Sob os olhares de seus torcedores, o Palmeiras dominou o primeiro tempo. Com time leve e realizando boas triangulações no ataque, a equipe logo começou a procurar o estreante Luiz Adriano centralizado na pequena área. Na primeira boa finalização da equipe, o novo camisa 10 mandou a bola perto da trave em cabeceio. Melhor em campo, o Palmeiras contou com um vacilo da defesa do Bahia para abrir o placar. Após cruzamento, o lateral-esquerdo Moisés tentou afastar a bola e mandou contra o próprio patrimônio, exigindo defesa de Douglas. O goleiro espalmou para o lado, nos pés de Dudu, em posição legal, que balançou as redes.

Depois do gol, o Palmeiras manteve a blitz no ataque e ficou próximo de ampliar, novamente com Luiz Adriano finalizando para a defesa de Douglas no alto. Perto do fim da partida, o volante Felipe Melo, que fazia primeiro tempo consistente, deixou o cotovelo em entrada no atacante Lucca, que disputava bola no alto com Diogo Barbosa, e foi expulso ao levar o cartão vermelho.

Na volta do intervalo, Felipão promoveu a entrada de Thiago Santos para ajudar na marcação. O treinador, no entanto, não contava que com menos de 5 minutos Diogo Barbosa colocaria a mão na bola dentro da área: pênalti para o Bahia, marcado pelo árbitro após cerca de quatro minutos de consulta ao VAR. Na cobrança, o centroavante Gilberto deslocou Weverton e deixou tudo igual. Com Dudu procurando o ataque, a torcida palmeirense se inflamou no Allianz e, aos 12 minutos, Dudu aproveitou arremesso lateral longo de Marcos Rocha e voltou a colocar o Palmeiras à frente do placar. No fim de jogo, já com o Palmeiras fechado, o Bahia voltou a ter novo pênalti, em falta de Luan em cima de Arthur Caíke. Na cobrança, Gilberto novamente marcou.

Reforços são ovacionados no Allianz

Assim que o locutor do Allianz Parque anunciou os nomes do zagueiro Vitor Hugo e do atacante Luiz Adriano, reforços recém-contratados pelo Palmeiras, a torcida mostrou seu contentamento com as contratações e comemorou muito. Defensor do Verdão entre 2015 e 2017, Vitor Hugo retorna ao clube depois de passagem pela Fiorentina, da Itália. Em seu primeiro toque na bola, o defensor foi ovacionado pelos torcedores. Já Luiz Adriano, quando substituído no segundo tempo, também foi bastante aplaudido.



Demonstração de carinho entre os técnicos

Minutos antes do início da partida, o técnico Luiz Felipe Scolari caminhou até o banco de reservas do Bahia para cumprimentar e abraçar Roger Machado, treinador do clube rival e ex-comandado de Felipão. Roger, ex-lateral, foi jogador de Felipão quando vestia a camisa do Grêmio, em 1994. Em entrevista, Roger afirmou que Scolari foi "um dos grandes responsáveis pela minha ascensão como jogador".

Palmeiras, Bahia, Brasileirão, Verdão



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

LEIA TAMBÉM: Scarpa pede concentração para jogo de volta contra o Grêmio e elogia gramado do Pacaembu

LEIA TAMBÉM: Substituto de Felipe Melo, Thiago Santos deve mudar característica do Palmeiras na Libertadores

LEIA TAMBÉM: Nova foto da camisa 3 do Palmeiras para próxima temporada é publicada na internet; confira



1923 visitas - Fonte: esporte.uol.com.br

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Rudy Silva     

O jogo foi normal. O Palmeiras jogou muito, infelizmente cometemos pequenos erros. O time foi muito bem, com bons toques de bola. No meu ver, estamos fracos na lateral esquerda

Lindio Domingues     

N pode culpa o var os pênaltis pra mim foi correto agora essas defesas do palmeiras ta de brincadeira

juliana silva     

O Dudu foi nota mil, jogou com vontade, sangue nos olhos. Mas independente do VAR dava para ter feito mais gol.

Hj o var ta de parabens pela palhaçada feita no jogo nossa fica impossível jogar assim...parabens cbf

julio cesar     

Bão.. Não tem Carlos Eduardo... Não tem Felipe Pires.. Antonio Carlos.. . Não tem borja.... Vamos criticar o... O... Sei lá.. Vamos pegar o Diogo Barbosa pra Cristo agora..cambada de Zé buceta corneteiros fdp.... .

Drausio Filho     

O segundo gol do Bahia, muitos árbitro tem opiniões diferentes, mas pra mim o responsável por esse empate foi o irresponsável do Felipe Melo, ja teve vários elogios meu, mas hoje tem minhas críticas...um lance de irresponsabilidade, expulsão clara. Com a expulsão dele veio as consequências.

Diogo Barbosa entregou contra o Corinthians e agora contra o Bahia

Fora Diogo Barbosa lixo

Com VAR ou sem, tem que fazer gol, cade os gols?

Djair Santos     

Tem que ver que essa porra desse VAR ta fodendo o VERDAO. Não da mais pra aguentar essa arbitragem tendenciosa. Assim fica difícil. Tem que explodir a casinha onde fica esses ladrões FDP

Jr. palestrino     

Palmeiras prejudicado pelo VAR??????

Lindio Domingues     

Vergonha se continuar jogando desse jeito n vai ficar nem no g4

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias