5/12/2019 08:12

Pela primeira vez na história do torneio, Libertadores vai contar com os quatro grandes de São Paulo

Corinthians venceu o Ceará, em Fortaleza, e se juntou aos rivais Palmeiras, Santos e São Paulo na lista de classificados para a Copa Libertadores 2020. Vem clássico por aí?

(Foto: Divulgação)



Pela primeira vez na história, os quatro grandes clubes paulistas disputarão juntos a Copa Libertadores da América. Na noite da última quarta-feira, o Corinthians venceu o Ceará, no Castelão, por 1 a 0, e se garantiu no principal torneio de clubes da América do Sul, se juntando aos seus rivais Palmeiras, Santos e São Paulo - já classificados com, pelo menos, duas rodadas de antecedência do fim do Brasileirão.



Disputada desde 1960, a Copa Libertadores jamais recebeu as quatro principais forças do estado de São Paulo juntas. Em 2016, 2013 e 2006, o Trio de Ferro da capital paulista - formado por Corinthians, Palmeiras e São Paulo - esteve presente, mas sem o Peixe. Na temporada 2005, vencida pelo Tricolor do Morumbi, o torneio contou com a presença de Palmeiras, Santos e São Paulo, mas com a ausência do Timão.

Em 2020, o caminho mais complicado certamente será o do Corinthians. Isto porque, o clube do Parque São Jorge é o único que não está classificado diretamente para a fase de grupos. Antes de igualar seus rivais, o Timão precisa passar por dois confrontos eliminatórios, que embora ainda não tenham data divulgada, acontecerão em janeiro e/ou fevereiro.

Caso o Alvinegro confirme sua presença na fase de grupos do principal torneio de clubes da Conmebol, há a possibilidade do Timão cair em um dos grupos de seus rivais, gerando assim clássicos já nos primeiros confrontos da Copa Libertadores 2020.

Donos de oito títulos da Copa Libertadores, os grandes paulistas já protagonizaram jogos memoráveis no torneio continental, como os confrontos históricos entre Corinthians e Palmeiras, em 1999 e 2000, a semifinal da edição 2012, envolvendo o Santos de Neymar e companhia e o Corinthians de Tite, ou até mesmo o tabu imposto pelo São Paulo ao Verdão, que nunca venceu o rival do Morumbi nesta competição.

As participações de cada um dos grandes paulistas na Copa Libertadores:

Corinthians - 15 (1977, 1991, 1996, 1999, 2000, 2003, 2006, 2010, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016 e 2018);

Palmeiras - 20 (1961, 1968, 1971, 1973, 1974, 1979, 1994, 1995, 1999, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009, 2013, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020);

Santos - 15 (1962, 1963, 1964, 1965, 1984, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011, 2012, 2017, 2018 e 2020);



São Paulo - 20 (1972, 1974, 1978, 1982, 1987, 1992, 1993, 1994, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013, 2015, 2016, 2019 e 2020).




Libertadores, Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos




PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

LEIA TAMBÉM: Análise: primeira versão do Palmeiras de Luxa tem leque de opções e vagas em aberto

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, vale a pena o grande investimento para contratar Rony?

LEIA TAMBÉM: WTorre estabelece cronograma de instalação da grama sintética no Allianz Parque; veja as datas



4266 visitas - Fonte: Lancenet

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nilson Severino     

GAMBÁ está na pré

José Faria     

Quatro? O Corinthians ainda tem que disputar jogo classificatória, nao quer dizer que ele ja esta na libertadores???

Rudy Leticia     

Juntar os 4 não da um. Ultimamente só estão indo la passear

Joel Pereira     

Os gambá nen chega faze de grupo.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Fonte Luminosa - Globo,Premiere
Palmeiras
São Paulo

Último jogo - Paulista

Qua - 19:15 - Novelli Júnior - Itu
Ituano
0 4
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota