Ex Palmeiras demonstra afeto pelo Verdão e diz que Abel foi fundamental para sua carreira

25/5/2024 05:47

Ex Palmeiras demonstra afeto pelo Verdão e diz que Abel foi fundamental para sua carreira

Ex Palmeiras demonstra afeto pelo Verdão e diz que Abel foi fundamental para sua carreira

O atacante Breno Lopes deixou o Palmeiras há pouco mais de um mês, mas jamais deixará de expressar sua gratidão pelo clube alviverde. Atualmente no Fortaleza, o jogador concedeu entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva e falou, com carinho, sobre a vitoriosa passagem pelo Verdão, além de explicar como foi sua saída do time. Autor de um gol heroico na final da Libertadores de 2020, diante do Santos, Breno guarda ótimas lembranças da sua trajetória com a camisa verde e branca do Palmeiras. Ele diz que o clube mudou a sua vida e a história de sua família. "A passagem pelo Palmeiras foi muito boa para mim. Não canso de dizer que foi o clube que mudou a minha história, a história da minha família. Sempre que eu falo do Palmeiras tenho um carinho muito grande, pelo respeito que eu tenho das pessoas que trabalham lá desde que cheguei. Cresci e evoluí muito durante todos esses anos no Palmeiras, ganhei coisas que nem nos meus melhores sonhos eu imaginaria ganhar. Meu carinho pelo Palmeiras é eterno e o carinho pelo torcedor também", disse o jogador à Gazeta Esportiva.

Breno Lopes se colocou na história do Palmeiras ao marcar o gol do título da Libertadores de 2021, no Maracanã.

Credit: Cesar Greco/Palmeiras

O atacante nutriu carinho, mas também teve uma rusga com a torcida alviverde. Após ter sido criticado durante um jogo contra o Goiás, ele marcou um gol e comemorou mostrando o dedo do meio a alguns palmeirenses. O episódio, porém, foi rapidamente superado: dias depois, ele se reuniu com torcedores organizados e pediu desculpa pelo gesto. Agora, mesmo distante do Allianz Parque, ele ainda recebe mensagens de torcedores o agradecendo pelo empenho e, claro, pelo inesquecível título da América. "A gente [Breno e a torcida] sempre teve esse carinho recíproco das duas partes, né? Sempre me agradeceram e eu também sempre tentei retribuir da maneira que eu poderia. Apesar de alguns desgastes que tivemos, durante toda a minha passagem sempre recebi muito carinho por onde eu andava. Então até hoje, mesmo eu estando aqui no Fortaleza, eles dizem que vão continuar torcendo por mim, mesmo eu não estando mais no Palmeiras. Isso é legal", acrescentou.

O atacante precisou superar alguns obstáculos antes de deslanchar pelo Verdão. Vindo do Juventude, que disputava a Série B do Campeonato Brasileiro, ele enfrentou dificuldades para se acostumar à exigência do clube, mas teve uma ajuda especial de Abel Ferreira para se adaptar. Após o gol do título da Libertadores, tudo ficou mais fácil.

Credit: Cesar Greco/Palmeiras

"Foi fundamental o apoio que o professor Abel me deu. Desde que eu cheguei, ele sempre me oportunizou. Lembro que no meu começo ali não foi fácil, como não é fácil jogar no Palmeiras pela exigência. É até justo por tudo o que o clube oferece, a cobrança é pesada mesmo. No começo o Abel me deu todo o apoio, me colocava para jogar, conversava sempre comigo no dia a dia para eu me manter focado. Depois de um mês que eu cheguei no Palmeiras, fiz o gol da Libertadores e aí não tem como a galera não te abraçar e te apoiar. Isso me ajudou a me soltar mais, a me comunicar com a galera. Com certeza aquele gol e o título da Libertadores foram fundamentais para a gente continuar aquele ciclo vitorioso que seguiu até hoje", contou.

Abel não foi só fundamental na chegada de Breno, como também foi importante para a sua saída. Foi com o técnico que o atacante decidiu conversar antes de optar por deixar o Palmeiras e mudar de ares. O jogador ficou frustrado depois de ver que, embora tenha sido peça-chave para a conquista do Brasileirão em 2023, com gols decisivos, voltaria ao final da fila na temporada seguinte e poderia ficar sem espaço no time. Satisfeito com tudo o que já havia conquistado pelo clube e visando mais oportunidades, ele falou com Abel e escolheu seguir outro caminho.

"O que me motivou a sair foi a falta de minutagem mesmo, queria mais minutos. Terminei a última temporada bem, ajudando a equipe na reta final do Brasileiro. Todo jogador, independente do tamanho dele, quer aparecer, quer jogar, se sentir importante. Quando a gente terminou a temporada, eu imaginei que no ano seguinte seria diferente. Mas, quando começou o ano, eu acabei notando que ia acontecer tudo novamente, de eu estar esperando no final da fila para poder jogar. Às vezes quando entrava era no final de jogos, e a cobrança no Palmeiras é muito grande, independente se é um minuto ou se é 90, ela é igual para todos. E isso pesou", relatou o atleta.

"Tive uma conversa muito boa com o professor Abel, falei para ele do meu desejo de seguir minha vida com novos desafios, novas metas. Já estava satisfeito com tudo aquilo que eu tinha conquistado no Palmeiras, e ele entendeu. Com certeza isso foi fundamental para eu mudar de ambiente", finalizou.

Ao longo de mais de três anos dedicados ao Palmeiras, Breno Lopes conquistou nada mais nada menos do que nove títulos: três Paulistas (em 2022, 2023 e 2024), duas Libertadores (2020 e 2021), dois Brasileiros (2022 e 2023), uma Recopa Sul-Americana (2022), além da Supercopa do Brasil (2023). Agora, ele espera escrever uma nova história no Fortaleza. O atacante já soma quatro jogos pela equipe cearense, todos como titular, e já concedeu duas assistências. Antes de acertar com o Leão do Pici, participou de oito partidas pelo Verdão, com uma bola na rede.







3297 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Chagas Lavor     

desejo, muita sorte e sucesso em sua nova empreitada. o que não deve ser difícil pra você, pois, o nível de exigências é cobranças, ficaram muito menores.

Chagas Lavor     

então. eu estou convencido que o Palmeiras, iria fazer com ele o mesmo que fez com o Davidson e tantos outros, que já não estavam entregando mais o que prometiam. e por isso, deve ter facilitado demais a saída dele. enfim. valeu pelo gol da libertadores. os resto que você produziu no Palmeiras, com toda certeza, não chegou sequer, perto do que o BIZU, fez por aqui. não faço parte dos modinhas, nem dos torcedores chatos. mas, a verdade tem que ser absoluta.

Chagas Lavor     

e com toda razão. largar a estrutura do Palmeiras, que é um fenômeno, comparado somente a uns três ou quatro clubes no mundo. acredito, que foi um tiro no pé. se ele é tão confiante no seu futebol, teve as melhores chances do mundobquebum jogador do nível dele jamais teve. o que o palmeiras oferece a seus atletas em todos os sentidos imagináveis. ele jamais terá em sua vida.

Chagas Lavor     

não vejo assim. óbvio que torci muito pra ele ter muito sucesso no Palmeiras. Mas isso, faço com todos os que são contratado ou vem da base. mas. há muito conclui que você, não tem estrutura emocional para conviver de boa com as exigências da torcida. com certeza, sua ida para o Fortaleza, será muito benéfica em sua carreira. Mas. Creio que, o Marcelo Lomba, quando entra em campo. ele entrega tanto quanto o Weverton. mas. é reserva e prefere ser reserva do Palmeiras do que ser um titular outros times

Continuo sendo seu fã, tendo todo sucesso do mundo em seu novo clube. Sempre o admirei pelo seu esforço e lutador quando jogava no Figueirense. Na época tinha certeza que o Palmeiras havia feito uma grande contratação, e não me enganei, você será inesquecível no Palmeiras como tantos ídolos que tivemos. Deus te ilumine nessa nova camisa.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

publicidade

Brasileiro

Seg - 20:30 - Arena MRV -
X
Atletico-MG
Palmeiras

Brasileiro

Qui - 21:30 - Allianz Parque
2 X 0
Palmeiras
Vasco Da Gama