12/3/2014 21:48

Palmeiras vence o Vilhena, mas não consegue eliminar segunda partida

Em campo encharcado, Verdão joga mal e ganha no fim com gol de Leandro. Maior objetivo do time, de evitar a volta, não é alcançado

Estádio acanhado, gramado ruim, adversário fazendo o jogo da vida... Em sua estreia na Copa do Brasil, nesta quarta, o Palmeiras encontrou tudo de mais "típico" que a competição pode oferecer. Porém, nada justifica atuação tão apática. A vitória por 1 a 0, no Portal da Amazônia, saiu no final, com gol de Leandro. Mas o principal objetivo, de eliminar a partida de volta, não foi cumprido.

A competição nacional ficou famosa por suas peculiaridades. Mas o que aconteceu ultrapassou o lado bom do tradicionalismo e atrapalhou os jogadores, sobretudo do Verdão. O campo, que chegou a ficar alagado durante o dia, parecia uma piscina em algumas partes, de tanta água que tinha. A superlotação de partes da arquibancada também causou preocupação.

De fato, isso atrapalhou o Palmeiras. Mas também não justifica a falta de criatividade e inspiração do time no confronto, ainda mais contra uma equipe muito inferior tecnicamente. Mas é preciso reconhecer a vontade admirável dos atletas do Vilhena. A ida para São Paulo será como uma recompensa para os donos da casa.

O jogo da volta está marcado para o dia 10 de abril, às 21h50, no Pacaembu. E, independentemente do resultado, será o maior prêmio possível para a equipe de Rondônia.

Muita briga, pouca técnica

Gramado cheio de poças, divididas, chutões, passes errados, confusão... O primeiro tempo do jogo teve bastante coisa, menos futebol. Sobrou vontade para o Vilhena e também faltou um pouco ao Palmeiras.

A situação do campo ajudou os donos da casa. Mas o Verdão, que entrou com Eguren e França no meio ao lado de Valdivia, e três atacantes, teve pouca criatividade. Dessa forma, o primeiro e único chute ao gol foi em cobrança de falta de Juninho, aos 26 minutos. No restante, muitos erros na criação das jogadas e falta de objetividade.

O que mais chamou atenção na etapa inicial foram as brigas. O Vilhena encarou a partida como o jogo da vida e até teve duas boas chances, as melhores do primeiro tempo. Isso chegou a irritar os palmeirenses. Valdivia trocou empurrões com Carlinhos e depois devolveu com uma cotovelada. Já Alan Kardec levou um soco de Alex Barcellos. Tudo contando com a complacência do árbitro.

Vitória com gol no fim

O Palmeiras do início do segundo tempo foi totalmente diferente daquele que pouco jogou no primeiro. Foram quatro grandes chances em menos de dez minutos. Se antes o problema foi a criação, dessa vez a finalização foi a vilã. Vinicius perdeu a oportunidade mais incrível.

A inspiração, porém, não durou muito tempo. Depois do bom começo, a apatia e a falta de criatividade voltaram. É verdade que Gilson Kleina demorou a mexer no time. Mas, quando o fez, foi certeiro: colocou Mendieta, Bruno César e Leandro. Deu resultado: vitória no final, com gol do último, após passe do segundo.

Mesmo assim, para o Vilhena, não muda muita coisa. O maior prêmio será ir até São Paulo para jogar no Pacaembu. Será uma recompensa para quem lutou até o fim e, apesar da inferioridade, conseguiu a segunda partida.

"Eu já falei, vou repetir, é o Vilhena que manda aqui". Esse foi o grito, típico de gincanas de escola, entoado pelos torcedores na etapa final. A equipe não "mandou" de fato. Mas não é errado dizer que a partida desta quarta teve dois vencedores.



LEIA TAMBÉM: Gabriel Veron tem o perfil do Barcelona, diz jornal catalão

LEIA TAMBÉM: À frente de gigantes, Palmeiras é eleito segundo melhor time do mundo em 2020 por órgão; confira

LEIA TAMBÉM: Melhor jogador da Libertadores ganhará anel de pedras preciosas, quem será que vai ganhar a joia?




3360 visitas - Fonte: GE

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qui - 19:00 - Mané Garrincha - Premiere
Flamengo
Palmeiras

Último jogo - Brasileiro

Seg - 19:00 - Arena
Palmeiras
4 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 São Paulo
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 Flamengo
5 Palmeiras
6 Grêmio
7 Fluminense
8 Santos
9 Corinthians
10 Atletico Paranaense
11 Ceará
12 Bragantino
13 Atletico Goianiense
14 Sport Recife
15 Vasco DA Gama
16 Fortaleza EC
17 Bahia
18 Goiás
19 Coritiba
20 Botafogo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
57 30 16 9 5 50 28 22 VVDDE
56 30 16 8 6 48 28 20 VVVVV
53 29 16 5 8 51 37 14 VDVEV
52 29 15 7 7 50 39 11 VEDDV
51 29 14 9 6 43 26 17 DVVEV
50 29 12 14 3 38 24 14 EVVEE
46 30 13 7 10 40 37 3 DDVDV
45 29 12 9 8 41 36 5 DDEVV
42 29 11 9 9 35 34 1 VVVVD
39 30 11 6 13 27 29 -2 VVVEE
39 30 10 9 11 41 41 0 VEDVD
38 30 9 11 10 39 36 3 DDVEV
36 30 8 12 10 27 36 -9 VDEED
32 30 9 5 16 24 38 -14 EDVDD
32 29 8 8 13 29 40 -11 VDEVD
32 30 7 11 12 26 30 -4 DEDED
29 29 8 5 16 35 51 -16 DDDDE
26 30 6 8 16 29 47 -18 DVVDD
25 30 6 7 17 23 39 -16 DDDEV
23 30 4 11 15 26 46 -20 VDDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Santo André
3 Novorizontino
4 Botafogo SP
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
22 12 6 4 2 17 6 11 EEEDV
20 12 6 2 4 14 13 1 EDDED
19 12 4 7 1 12 8 4 VEEDV
11 12 3 2 7 9 23 -14 DVDVD
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Guarani Campinas
3 Bolívar
4 Tigre
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
13 5 4 1 0 12 2 10 VVVEV
10 5 3 1 1 10 5 5 VDVEV
4 5 1 1 3 4 10 -6 DVDED
1 5 0 1 4 3 12 -9 DDDED