12/3/2014 22:18

Pela Copa do Brasil, Palmeiras vence, mas não elimina jogo de volta

Em noite com poucas jogadas reais de gol em virtude do gramado castigado pela chuva que antecedeu a partida, o Verdão venceu a equipe do Vilhena por 1 a 0, não conseguindo evitar o segundo jogo, que acontecerá no dia 10 de abril, às 21h50, no estádio do Pacaembu.

Em partida monótona no primeiro tempo, o Palmeiras encontrou dificuldades para chegar ao gol adversário, esbarrando nas péssimas condições do terreno e na zaga adversária. As poucas finalizações não levaram perigo ao gol de Dalton.

Já no segundo tempo, a equipe de Gilson Kleina voltou mais acesa, forçando e criando suas melhores oportunidades pela esquerda, com Juninho. Mas o gol saiu pela ala direita do Verdão: após jogada de Bruno César, Leandro empurrou para o fundo das redes, fazendo o único gol da partida.

O Palmeiras volta a campo neste sábado, às 16h, contra a Ponte Preta, no estádio do Pacaembu, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Paulista.

O jogo

Devido ao gramado pesado, as duas equipes iniciaram a partida com dificuldades para trabalhar a bola. Dentro dos 10 minutos iniciais, o Verdão tentava alçar bolas longas na área da equipe local, mas esbarrava no goleiro Dalton. A primeira chance de perigo veio três minutos depois com um chute de longa distância de Alan Kardec, que passou à direita do gol adversário.

Aos 17 minutos, após tabelar com Juninho, Eguren lançou na área, mas ninguém apareceu para empurrar a bola para as redes. No lance seguinte, após jogada individual, João Leandro parou na zaga alviverde, que afastou o perigo.

O jogo permaneceu equilibrado, com o Palmeiras tentando encontrar espaços para o ataque e o Vilhena jogando nos contra-ataques. Aos 22 minutos, Edilsinho recebeu bola na entrada da área e tentou encobrir Prass, que voltou a tempo de fazer a defesa. Dois minutos depois, a resposta alviverde veio com um belo passe em profundidade para Valdívia, que tentou driblar o goleiro Dalton, mas parou na poça d’água e nas mãos do arqueiro rival.

Aos 27 minutos, o Palmeiras alçou duas bolas na área do Vilhena, que foram afastadas de soco por Dalton. No lance seguinte, em contra-ataque, Edilsinho recebeu bola em posição irregular e chutou próximo à trave esquerda de Fernando Prass, indo para a linha de fundo.

A equipe da casa não se intimidou e partiu para o ataque: Aos 31 minutos, Edilsinho bate em direção ao gol de Prass, que mandou para escanteio. A resposta palmeirense veio 4 minutos depois, após bola cruzada por Vinicius, onde Valdivia subiu mais que a retaguarda adversária e cabeceou pra fora. Nos lances de reposição de bola, o arqueiro vilhenense retardava a cobrança de tiro de meta, gerando irritação aos jogadores alviverdes. Até o final do primeiro tempo, o jogo ficou mais pegado, com faltas em série para os dois lados.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou melhor. Aos 5 minutos, após falta de Thiaguinho em França, Juninho levantou bola na área. O arremate passou por todos os jogadores e acertou a trave e o arqueiro Dalton antes de ir para a linha de fundo, quase abrindo o placar para o Verdão.

Com a maior parte das jogadas pelo setor direito da defesa adversária, o Palmeiras continuou em cima do Vilhena: aos 8 minutos, em bela jogada, Juninho serviu Vinicius, que, sozinho, bateu pra fora, perdendo a melhor chance de gol do Verdão na partida. No ataque seguinte, Juninho lançou bola na área e Eguren, livre de marcação, cabeceou para fora. A resposta vilhenense veio com um chute de Thiaguinho, que não levou perigo para a meta alviverde.

Aos 19 minutos, Gilson Kleina sacou Vinicius e Patrick Vieira para colocar Leandro e Mendieta, empurrando o time para o ataque. Na tentativa de forçar o segundo jogo, o Vilhena abusou das paralisações, retardando o andamento do certame e diminuindo a intensidade dos ataques alviverdes. Nesse cenário, outra jogada alviverde pela esquerda: Aos 29 minutos, Juninho tabelou com Leandro e foi desarmado pela zaga vilhenense na hora do arremate, que botou para escanteio.

Sofrendo pressão constante do alviverde, a equipe vilhenense não conseguiu criar jogadas claras de gol. Aos 34 minutos, Kleina trocou Eguren por Bruno César, dando uma cara extremamente ofensiva ao Palmeiras. Aos 39 minutos, em uma das poucas tentativas do Vilhena, Cucaú arriscou de longe e mandou por cima do gol de Fernando Prass. Em cobrança de falta, Thiaguinho pegou a sobra da zaga e mandou para a linha de fundo.

De tanto martelar, o gol alviverde saiu: aos 42 minutos, após jogada individual de Bruno César, Leandro estufou as redes do goleiro Dalton, abrindo o placar do jogo (Vilhena 0 x 1 Palmeiras).

Após o gol, a equipe vilhenense continuou a retardar o jogo. Já o Palmeiras pressionou até o final do jogo, cruzando bolas na área em lances laterais.

Escalação: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren (Bruno César), França e Valdivia; Patrick Vieira (Leandro), Vinicius (Mendieta) e Alan Kardec.

Cartões Amarelos: Valdivia e Marcelo Oliveira

Gols: Leandro (42’ – 2º tempo)



LEIA TAMBÉM: Gabriel Veron tem o perfil do Barcelona, diz jornal catalão

LEIA TAMBÉM: À frente de gigantes, Palmeiras é eleito segundo melhor time do mundo em 2020 por órgão; confira

LEIA TAMBÉM: Melhor jogador da Libertadores ganhará anel de pedras preciosas, quem será que vai ganhar a joia?




3570 visitas - Fonte: Site Oficial

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qui - 19:00 - Mané Garrincha - Premiere
Flamengo
Palmeiras

Último jogo - Brasileiro

Seg - 19:00 - Arena
Palmeiras
4 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 São Paulo
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 Flamengo
5 Palmeiras
6 Grêmio
7 Fluminense
8 Santos
9 Corinthians
10 Atletico Paranaense
11 Ceará
12 Bragantino
13 Atletico Goianiense
14 Sport Recife
15 Vasco DA Gama
16 Fortaleza EC
17 Bahia
18 Goiás
19 Coritiba
20 Botafogo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
57 30 16 9 5 50 28 22 VVDDE
56 30 16 8 6 48 28 20 VVVVV
53 29 16 5 8 51 37 14 VDVEV
52 29 15 7 7 50 39 11 VEDDV
51 29 14 9 6 43 26 17 DVVEV
50 29 12 14 3 38 24 14 EVVEE
46 30 13 7 10 40 37 3 DDVDV
45 29 12 9 8 41 36 5 DDEVV
42 29 11 9 9 35 34 1 VVVVD
39 30 11 6 13 27 29 -2 VVVEE
39 30 10 9 11 41 41 0 VEDVD
38 30 9 11 10 39 36 3 DDVEV
36 30 8 12 10 27 36 -9 VDEED
32 30 9 5 16 24 38 -14 EDVDD
32 29 8 8 13 29 40 -11 VDEVD
32 30 7 11 12 26 30 -4 DEDED
29 29 8 5 16 35 51 -16 DDDDE
26 30 6 8 16 29 47 -18 DVVDD
25 30 6 7 17 23 39 -16 DDDEV
23 30 4 11 15 26 46 -20 VDDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Santo André
3 Novorizontino
4 Botafogo SP
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
22 12 6 4 2 17 6 11 EEEDV
20 12 6 2 4 14 13 1 EDDED
19 12 4 7 1 12 8 4 VEEDV
11 12 3 2 7 9 23 -14 DVDVD
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Guarani Campinas
3 Bolívar
4 Tigre
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
13 5 4 1 0 12 2 10 VVVEV
10 5 3 1 1 10 5 5 VDVEV
4 5 1 1 3 4 10 -6 DVDED
1 5 0 1 4 3 12 -9 DDDED