29/6/2022 09:02

Além de Arce, Cerro conta com outros personagens conhecidos do futebol brasileiro

Atacante do adversário desta quarta-feira já desdenhou do Palmeiras no passado

Nesta quarta-feira, Palmeiras e Cerro Porteño vão iniciar a disputa por uma vaga nas quartas de final da Libertadores. O clube paraguaio tem um ídolo do Verdão no comando técnico, além de outros conhecidos do futebol brasileiro no elenco.







O treinador do Cerro Porteño é o ex-lateral direito Arce, que defendeu as cores do Palmeiras entre 1998 e 2002. O paraguaio entrou em campo 241 vezes pelo Verdão, com 57 gols anotados e cinco títulos conquistados, a Copa do Brasil e Copa Mercosul de 1998, Torneio Rio-São Paulo e Copa dos Campeões de 2000, além do mais emblemático deles, a Copa Libertadores de 1999, a primeira da história alviverde.



"O Arce será muito bem recebido por todos por tudo o que fez vestindo a camisa do Palmeiras. A gente sempre tem que valorizar quem tem bons serviços prestados e essa gratidão é muito importante para as pessoas que dedicaram uma parte de sua vida para fazer o melhor pelo clube. Ele é um vencedor, vi só pela televisão, ele batia muito bem faltas e pênaltis, tinha uma batida diferenciada. Ele está fazendo um grande trabalho, classificou o Cerro por mérito. Vai ser bacana poder reencontrá-lo. Sempre será um ídolo", comentou o goleiro Weverton, do Palmeiras.



Dentro de campo, o Cerro Porteño conta com o goleiro Jean, de 26 anos, que no Brasil defendeu as cores de Bahia, São Paulo e Atlético-GO. O jogador frequentou o Tricolor Paulista entre 2018 e 2019, com apenas 19 jogos. Vale lembrar que a ida do atleta ao futebol paraguaio se deu em meio a um envolvimento em um caso de violência doméstica.



Outro velho conhecido de torcedores brasileiros é atacante Marcelo Moreno. O boliviano jogou no Vitória, Flamengo, Grêmio e Cruzeiro. A Raposa foi o clube em que mais se destacou no Brasil, com 53 gols marcados em 139 jogos, dividos em três passagens.



Vale lembrar que Moreno desdenhou do Verdão quando o clube tentou sua contratação antes da era Crefisa. Na época, seu pai disse que o Palmeiras só tinha jogadores de Série B ou Série C.



No meio-campo, o time de Arce conta com Piris da Motta, que defendeu as cores do Flamengo. O jogador esteve no clube carioca de 2018 a 2021, mas entrou em campo apenas 57 vezes.



Por fim, outro jogador com passagem do futebol brasileiro é Claudio Aquino. O meia argentino de 30 anos foi atleta do Fluminense em 2016, mas realizou somente dois jogos pelo Tricolor Carioca.



O jogo entre Cerro Porteño e Palmeiras será às 19h15 (de Brasília), no Paraguai. A partida de volta está marcada para o dia 29 de junho, no Allianz Parque, no mesmo horário.







Palmeiras, 2022, Libertadores, Cerro Porteño, Arce



VEJA TAMBÉM
- "Nossa equipe não conhece limites" - Weverton destaca a força mental do Palmeiras
- "Não basta ser incompetente, tem que dar a desculpa mais estapafúrdia dos últimos tempos" - Jornalista dispara contra Cuca após triunfo do Verdão
- "É tirar o chapéu para o Abel! Só nos resta lamentar" - Hulk reconhece superioridade do Verdão

LEIA TAMBÉM: Barcelona observará joia Endrick em torneio na França


E MAIS: No Brasileirão, Palmeiras vai buscar título inédito na era Abel Ferreira

E MAIS: Comissão técnica do Palmeiras pediu a manutenção de jovens da base













2208 visitas - Fonte: gazetaesportiva.com

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Antonio Martino     

Cadê?

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Notícias mais lidas

Libertadores

Qua - 21:30 - Allianz Parque -
X
Palmeiras
Atletico-MG

Brasileiro

Dom - 16:00 - Allianz Parque
3 X 0
Palmeiras
Goiás