20/5/2022 12:22

Abel Ferreira rasga elogios à Rony

Atacante é homem de confiança do treinador português pela postura dentro e fora de campo

Depois de dizer que ama Rony, Abel Ferreira brincou na coletiva da última quarta-feira, após triunfo contra o Emelec, na Libertadores, sobre a declaração. E valorizou mais uma vez o elenco que tem à disposição no Palmeiras. Mas não é de hoje que o treinador tem destacado a importância do camisa 10 para a equipe alviverde.



Antes mesmo da declaração após a vitória contra o Red Bull Bragantino, pelo Brasileirão, Rony já havia sido elogiado pelo treinador do Verdão em outras entrevistas. Sempre falou do desempenho tático, da dedicação e também sobre o exemplo como ser humano.

Depois da vitória contra o Defensa y Justicia, ainda pela fase de grupos da Libertadores do ano passado, Abel comentou o desempenho de Rony, que naquele dia foi autor dos dois gols da vitória palmeirense por 2 a 1 na Argentina.

– É um jogador que qualquer treinador quer ter, intenso, técnico, que defende, que ataca... Acreditamos que o futebol moderno é isso, é intensidade, velocidade. É chegar na área e não estar na área. Ele nos dá tudo isso. Pode fazer qualquer uma das posições na frente, centroavante ou ponta. Ele aceitou o desafio da equipe técnica, mas tudo o que está a acontecer é fruto do trabalho dele, da dedicação dele e do jogo coletivo – declarou o treinador.

No empate sem gols com o Bahia, fora de casa, pelo Brasileirão do ano passado, Rony precisou ser improvisado na lateral direita e teve seu esforço reconhecido pelo treinador.

– Ele não é lateral-direito, mas em função da lesão que tivemos... Temos Rocha, Mayke, Gabriel Menino fora, e ele acabou por ser sacrificado para ajudar a equipe. Portanto, dar-lhe todo esse mérito e esforço. Não é a mesma coisa, mas deu o melhor dele. Já tinha feito um jogo desgastante dois dias atrás e hoje voltou a dar o melhor de si – afirmou Abel, que também comemorou o gol com o pé esquerdo marcado por Rony, contra o Athletico, no Brasileirão de 2021.

– Às vezes o jogador se habitua a fazer uma determinada coisa, fica na cabeça e o gesto não sai como queremos. Foi muito bom para dar confiança a ele, teve muito tempo fora, as pessoas às vezes não sabem do nosso processo, é uma lesão que pode acontecer com qualquer um. Felizmente o temos agora recuperado, jogou hoje e estamos felizes por voltar aos gol.

Nesta temporada, Abel Ferreira reconheceu em entrevista ao podcast da Conmebol Libertadores que Rony poderia ter a preferência por atuar pelo lado do campo para explorar as características de drible e velocidade.

O comandante palmeirense também fez questão de ressaltar as qualidades como ser humano, destacando a história de vida do atleta.

– O Rony é nota 7 com a bola. Se o Rony com a bola fosse 9 ou 10 não estava no Palmeiras, estava no Barcelona, no Bayern de Munique. Há clubes que o querem, porque ele entrega muita coisa. Muitas vezes o segredo do jogador é saber que é nota 7 nisso, nota 10 nisso... O Rony sabe, ele é bom tecnicamente, só menos afobado. Parece fácil estar no Allianz Parque com 40 mil, parar a bola e tomar a decisão.

– Temos que perceber que o treinador do Palmeiras o pegou há um ano e tirou de onde gosta estar. Se ele quisesse ser egoísta, chegava no treinador e falava: "estou puto contigo. Sabe onde eu rendo mais, sempre fui ponta"... Mas ele é um ser humano extraordinário. Quando sabemos a história dele de vida, quando ele diz que como não vai ter força se numa altura só comia raízes e agora tenho essa oportunidade. As pessoas não conhece como homem, conhecem como jogador – disse Abel.

No Paulistão, depois da vitória contra o Ituano nas quartas de final do Paulistão, mais uma vez saiu em defesa do camisa 10.

– Cada torcedor que critica a equipe está a criticar a mim. Eu não aceito que critiquem um jogador que dá tudo em campo, que critiquem a equipe que fez a melhor campanha da história nesta competição.

Em 2022, Rony tem 29 partidas pelo Verdão, sendo 24 como titular. Até agora foram oito gols marcados e duas assistências pelo atacante. Desde a chegada de Abel Ferreira, o camisa 10 é o segundo atleta com mais gols (28) pelo clube, atrás somente de Raphael Veiga (46).



Abel Ferreira, Palmeiras, 2022, Rony



VEJA TAMBÉM
- Últimas notícias do Palmeiras: Confira as notícias que bombaram hoje no Verdão
- Palmeiras negocia patrocínio milionário com banco digital; veja valores
- Veja quanto o Palmeiras vai lucrar: Arsenal encaminha contratação de Gabriel Jesus por 45 milhões de libras

LEIA TAMBÉM: Barcelona observará joia Endrick em torneio na França


E MAIS: No Brasileirão, Palmeiras vai buscar título inédito na era Abel Ferreira

E MAIS: Comissão técnica do Palmeiras pediu a manutenção de jovens da base













525 visitas - Fonte: globoesporte.com

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Chagas Lavor     

Entendeu, ou precisa desenhar. Para quem vem fazer comentários com uma tentativa de parecer orofessoral, teus comentários são vaziose sem alicerces.

Chagas Lavor     

Roberto Tolinho. Tu sabe porque o MAGUILA tinha queixo de vidro. Porque foi um lutador muito bom, técnico e forte, mas, não aguentava um soco bem encaixado? Exatamente pelos mesmos motivos do Rony. Passou muita fome quando criança e na hora da formação de sua estrutura óssea e muscular, ela formousse frágil. No entanto ele se suoerou pelo talento e pela persistência e não desistir nunca. Chegou onde nenhum brasileiro peso oesado consegui chegar. Taí o Rony, uma copia dele. Só que num esporte diferente. Mas. Com uma história de vida igual e com uma determinação igual.

Chagas Lavor     

Roberto Tolinho. Nem o Rony, nem jogador nenhum assina contrato para fazer gols. O Rony, pra mim, é um jogador nota seis com a bola no pé. Sem a bola ele é nota dez. Por estar fora da posição e fazendo a posição mais difícil do futebol mundial, para 99% dos jogadores da posição e que jogaram desde criança nela, ele que não é da posição, com certeza vai perder muitos gols. Ele foi contratado por um preço absurdo, não por ser centroavante e sim por entregar na sua posição de origem, o suficiente para um timeda grandeza do Palmeiras chegar a conclusão de que era mais do que suficiente. Ele que não é da posição, já fez em menos tempo, muito mais gols do que o Deyverson. Do que o Borja que veio por um caminhão de dinheiro, do que o Luiz adriano, do que o Ramires e do que todos os cetroavantes que passaram pelo Palmeiras desde o Luizão. Enfim. Tu está chorando de barriga cheia demais. Deixa de ser idiota e passa a defender e incentivar os jogadores do teu time, que se todos os palmeirenses fizerem isso. Estarão fazendo o mesmo que os corintianos, que sempre tiveram times mediocres, mas, que sempre ganhavam titulos. Pois sua torcida sempre jigava junto. Já a nossa é mais fresca do que a do São Paulo.

Roberto Tolin     

Abel, o que tem que ser analisado é a performance e a qualidade do jogador, é isso que conta. Se, na infância comeu raiz, hoje come caviar, isso não tem nada a ver. Milhares de pessoas também comeram raizes e continuam comendo até hoje e nunca tiveram a sorte e a oportunidade que o Rony está tendo portanto, analisando o jogador, ele é importante taticamente, é muito esforçado, e isso é louvável mas é medíocre tecnicamente e não adianta querer querer justificar, o que queremos ver é bola na rede e não um monte de gols perdidos como ele costuma perder. É muito bem pago pra fazer gols e dar sangue em campo e não está no Palmeiras porquê um dia foi um coitadinho.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Dom - 16:00 - Ressacada - Globo,Premiere
Avaí
Palmeiras

Último jogo - Copa do Brasil

Qua - 20:00 - Morumbi
São Paulo
1 0
Palmeiras