16/9/2020 18:31

"Atual lei dos direitos de transmissão é anacrônica", diz Galiotte

Presidente do Palmeiras afirma que modelo de negociação precisa mudar e defende mobilização dos clubes

O Palmeiras entrou em campo nos últimos jogos com um detalhe diferente da camisa. A mensagem do movimento "Futebol Mais Livre" presente no uniforme reforça a campanha do clube e de outros 11 participantes da Série A do Brasileirão em mudar o regime de direitos de transmissão, proposta que o presidente da equipe alviverde, Mauricio Galiotte, defende com entusiasmo, por acreditar nos impactos positivos disso para o mercado.



Em entrevista exclusiva ao Estadão diretamente da Bolívia, onde o Palmeiras está para compromisso pela Copa Libertadores, Galiotte afirmou que o Brasil precisa mudar a lei sobre os direitos de transmissão de jogos. O movimento quer transformar em lei a MP 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho. O texto alterou a Lei Pelé, ao determinar que o direito da exibição da partida pertence exclusivamente ao mandante em vez de exigir que os dois times envolvidos tenham contrato com uma mesma emissora para a partida poder ser transmitida.


A MP precisa ser votada até a primeira quinzena de outubro para não perder validade. Enquanto isso, o Palmeiras e outros mais de 40 clubes brasileiros como Santos e Flamengo têm feito campanhas nas redes sociais e procurado conversar com congressistas. O movimento tem o intuito de defender que se a proposta virar lei, o futebol poderá movimentar mais dinheiro, pois cada clube poderá negociar o próprio contrato, além de garantir que todas as partidas tenham transmissão.


Por que na sua avaliação a MP do Mandante pode representar um grande ganho para a torcida?

Porque com a lei do mandante não há mais apagão no futebol brasileiro. Ela permite que todos jogos estejam disponíveis para serem transmitidos pela TV. Todos ganham com a maior disponibilidade de conteúdo e também porque, com a concorrência, os direitos valorizam, os clubes ficam mais fortes para manterem os seus craques no país e atraírem os que jogam em outras ligas.


O movimento sobre a MP do Mandante tem o apoio de vários clubes. Como vocês têm se organizado para lidar com essas discussões?

A MP beneficia todos os clubes, independente de porte ou divisão. Os clubes estão entendendo que são sócios num grande negócio e que juntos são mais fortes e mais valiosos. A rivalidade deve se restringir às quatro linhas. Recentemente tivemos uma experiência positiva onde os 40 clubes das séries A e B realizaram a venda conjunta dos direitos internacionais de transmissão do Campeonato Brasileiro (2020 a 2023), por intermédio da Comissão Nacional de Clubes (CNC) e com o apoio da CBF.


Como tem sido o diálogo e a articulação entre vocês, dos clubes, e autoridades políticas?

Há o entendimento comum de que a legislação anterior à MP 984 é anacrônica e sem paralelo no mundo. Por essa razão, a necessidade premente de mudança, de adequação, para posicionar o futebol brasileiro em sintonia com as principais ligas do mundo, tais como, Inglaterra, Alemanha, França, Itália e França. Vamos implantar, com atraso, o que já está comprovado que é o melhor para o negócio futebol. Estamos a cerca de um mês do prazo-limite para votação da MP e conversando diariamente de maneira positiva com congressistas de todos os partidos para mostrá-los que a MP é para o fortalecimento do futebol brasilieiro e seus clubes. Temos confiança que o Congresso vai debater o assunto.


O Palmeiras tem cativado a torcida a entrar também na discussão sobre o tema do direito dos mandantes. O quanto a participação popular pode representar um peso?

Os congressistas sempre olham para os interesses dos seus eleitores. A lei do Mandante é de alto interesse dos nossos torcedores palmeirenses e de todos os clubes, de qualquer série do futebol brasileiro, como se vê pela adesão ao movimento Futebol mais Livre. A participação e o engajamento do torcedor são muito importantes, para que eles entendam os benefícios da nova legislação e manifestem o seu apoio junto aos representantes no Congresso Nacional.




Na sua visão essa grande mobilização das equipes pode gerar algum tipo de retaliação e desavença ou contra a Rede Globo ou contra clubes que por enquanto não são favoráveis ao movimento?



Não acreditamos nisso. A MP 984 assegura o direito de transmissão aos seus legítimos donos: os clubes, que até então tinham 50% de um produto, mas na prática, não tinham um produto para vender, pois dependiam sempre da anuência do clube visitante e estavam limitados em suas possibilidades de negociação. A lei não traz prejuízo a nenhuma das partes, apenas benefícios. As empresas detentoras dos direitos têm um aumento no número do jogos disponibilizados sem que tenham que pagar mais por isso. A MP viabiliza a entrada de novos investidores, aumenta a disputa por direitos, a receita dos Clubes e, consequentemente, deixa o futebol brasileiro mais forte.

#palmeiras #verdao #galiotte #tv





LEIA TAMBÉM:Palmeiras compra briga e até elenco articulou manutenção de jogo com Flamengo

LEIA TAMBÉM:Palmeiras aguarda STJD e segue protocolo de testes para enfrentar Flamengo


LEIA TAMBÉM:Próximo rival no Brasileiro, Flamengo derrubou Felipão e Mano Menezes no Palmeiras


2217 visitas - Fonte: Terra Esportes

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Marcos Henrique     

Estou com o Presidente do Palmeiras. Ele quer valorizar o produto futebol para nao precisarmos vender os melhores jogadores para os europeus e asiáticos.

José Cândido     

VOLTA PAULO NOBRE URGENTE ANTES QUE O CABEÇA DE OVO ACABA COM O PALMEIRAS

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Dom - 16:00 - Allianz Parque - SP - Globo
Palmeiras
Flamengo

Último jogo - Libertadores

Qua - 21:30 - Defensores del Chaco
Guaraní
0 0
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
1 Internacional
2 Atletico-MG
3 São Paulo
4 Vasco DA Gama
5 Flamengo
6 Palmeiras
7 Santos
8 Fluminense
9 Ceará
10 Fortaleza EC
11 Corinthians
12 Atletico Goianiense
13 Grêmio
14 Atletico Paranaense
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Botafogo
18 Goiás
19 Coritiba
20 Bragantino
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
Untitled Document
Classificação
1 Santo André
2 Palmeiras
3 Novorizontino
4 Botafogo SP
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
19 10 6 1 3 12 9 3
19 10 5 4 1 15 4 11
16 10 3 7 0 9 4 5
8 10 2 2 6 7 21 -14
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota