31/5/2020 17:51

Felipe Melo critica polarização e afirma: "Não entendo nada de política"

Felipe Melo criticou as polarizações no debate político brasileiro. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada ontem, ele disse não ser um grande entendedor de política e afirmou que sua preocupação é "não deixar os meus filhos assustados. Minha prioridade é ajudar quem mais precisa".



LEIA TAMBÉM: Allianz Parque entra na mira de fundos de investimento; entenda


O capitão do Palmeiras, que é um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), defendeu um retorno do futebol sem pressa, por conta da pandemia do coronavírus.

Hoje, torcedores corintianos e palmeirenses se uniram na avenida Paulista, em São Paulo, em ato pró-democracia. Houve confronto com manifestantes pró-Bolsonaro, que também estavam na avenida.

Questionado se tem acompanhado a crise política, afirmou: "Não acompanho, não vejo nada. A gente não vê notícias. Tem uma briga política tão grande, né cara? Eu não entendo nada de política. A minha prioridade é não deixar os meus filhos assustados. Minha prioridade é ajudar quem mais precisa. Só vejo televisão para ver futebol ou filme."

Quando alertado que, apesar da fala, ele se posicionou politicamente nos últimos anos, disse que "tem certas pessoas que quando se assumem para direita, esquerda ou centrão, acabam tomando uma pedrada maior".

"Mas a verdade é que qualquer coisinha que eu faço já tomo pedrada. Então, uma pedrada a mais ou a menos... O momento não é de falar de política. O momento não é de saber se o cara que está no comando é o da esquerda ou da direita, se é homem ou mulher, se tem seis dedos no pé ou na mão. O importante agora é união, para acabarmos com essa guerra, com esse vírus que está levando tantas pessoas. Se alguém vier falar comigo de política, primeiramente eu não entendo e depois digo que não é o momento. Assim como presidente, governador e ministro, todo mundo quer acabar com esse vírus. É momento de união do Brasil e do mundo", afirmou Felipe Melo.

O volante e zagueiro fez grandes elogios à postura do Palmeiras neste momento de pandemia, com redução salarial de 25% no elenco.

"A verdade é que tanto o Anderson Barros (diretor de futebol) quanto nosso presidente (Mauricio Galiotte), o Cicero (Souza, gerente de futebol) e o (Vanderlei) Luxemburgo foram essenciais quando chegaram e falaram: 'O Palmeiras não vai mandar funcionário embora'. Em minutos todos os jogadores deram aval e pensamos em ajudar as famílias dos funcionários. A gente tem visto situações de grandes clubes mandando embora funcionário que ganha R$ 1.500. Isso é covardia! É covardia porque acaba com a vida de uma pessoa que tem anos de clube, que tem pessoas que são sustentadas por elas. De repente o cara chega dentro de casa aí e comete suicídio. Então, o Palmeiras foi cirúrgico nesse ponto."

O palmeirense está isolado em Paraty e tem uma avó de 75 anos, que o preocupa por ser do grupo de maior risco da covid-19.



"A gente entende que tomar esses cuidados são importantes porque protegem eles e os outros também. Mas confesso que minha preocupação não é tanto com eles, porque são pessoas que têm condição boa e se cuidam muito. Eu já vi reportagens que mostraram mortes em favela. A gente está em uma guerra. Temos de tomar todas as precauções."


Palmeiras, Felipe Melo, Política, Futebol, Polarização, Verdão, Crise



LEIA TAMBÉM: Palmeiras renova o contrato de joia da base

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, quem é o substituto ideal de Dudu caso o atacante saia do Palmeiras?

LEIA TAMBÉM: Palmeiras vai emprestar jogador ao Botafogo e pagar metade do salário


642 visitas - Fonte: UOL Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Sonia Luz     

Parabéns as organizadas... temos que impedir que haja outro golpe no nosso Pais!

Sonia Luz     

Se você não entende nada de política... porque você apoia esse fascista???

Chagas Lavor     

Atêu vir a público defener o catolicismo ou o diabolismo, como religião oficial a ser implantada em um País. Não sabe. Não conhece. Então, que tenha o cuidado de não meter se em algo que para muitos é a própria vida.

Chagas Lavor     

Vei. Se vc diz que não entende nada de política, então, não entre em campo defendo A ou B. Pois. Pessoas públicas tem peso muito maior em suas opiniões. É o mesmo que, guardada as devidas proporções, um,

valdemir rocha     

Então Felipe Melo não de mais apoio ao presidente da República nos palmeirenses de bem -lhe admiramos você como jogador como pessoa não queremos se indignar com você por causa disso

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Sáb - 16:30 - Major José Levy Sobrinho
Inter de Limeira
0 0
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Santo André
2 Palmeiras
3 Novorizontino
4 Botafogo SP
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
19 10 6 1 3 12 9 3
19 10 5 4 1 15 4 11
16 10 3 7 0 9 4 5
8 10 2 2 6 7 21 -14