29/6/2022 12:29

"A gente está sonhando acordado para fazer dois grandes jogos. Nenhum time é imbatível" - antigo ídolo do Verdão mostra confiança para a partida desta quarta

Ídolo e rival, Arce valoriza encontro com Palmeiras e coloca Cerro na briga

O Palmeiras abre nesta quarta-feira sua sexta participação consecutiva em um mata-mata de Libertadores precisando superar um pouco da sua história para se manter na briga pelo quarto título no torneio. Além do Cerro Porteño, no jogo que terá início às 19h15, em Assunção, no Paraguai, o Verdão terá pela frente o ídolo Arce.







Ex-lateral-direito do Verdão e hoje treinador do clube paraguaio, Arce vai reencontrar pela primeira vez o ex-clube nesta nova função. O respeito e o carinho pela camisa alviverde continuam presentes, mas dentro de campo o compromisso é pela vitória dos paraguaios.



– Vai ser uma sensação ótima. Tenho um respeito único, valorizo muito o tempo que passei ali. Cinco anos é muito para um jogador permanecer atualmente com grandes momentos, conquistamos a primeira Libertadores... Eles vão tentar nos eliminar e nós vamos tentar eliminar eles. Mas acho que vão me receber bem. Não acho que seja diferente só porque vamos nos enfrentar – disse.



Arce fez 241 jogos com a camisa do Palmeiras e está na história do clube entre os maiores jogadores da sua posição. Ele é o estrangeiro com mais partidas e o segundo estrangeiro com mais vitórias (115) e gols (57). Do tempo de jogador, venceu títulos como Copa do Brasil (1998), Copa Mercosul (1998), Libertadores (1999), Rio-São Paulo (2000) e Copa dos Campeões (2000).



Até pela ligação com o clube, o ex-lateral-direito já esteve em São Paulo para acompanhar o Verdão e se reunir com ex-companheiros. Em 2019, por exemplo, o clube juntou os campeões da primeira Libertadores para uma confraternização de 20 anos do título.



A visita mais recente, porém, já foi pensando nas oitavas de final da Libertadores: o treinador esteve no Allianz Parque acompanhando o empate sem gols do Verdão com o Atlético-MG, pelo Brasileirão.



No grupo de WhatsApp com os amigos palmeirenses, o jogo desta quarta-feira não foi assunto. Mas foi por mensagem que recebeu uma foto de uma bandeira exposta em homenagem a ele no Allianz Parque.



– Falei no privado com dois ou três. Estive em São Paulo e não deu tempo para nos encontrarmos porque a viagem foi muito rápida. Tem muito respeito, ninguém está brincando (risos). Vamos ver como acaba tudo isso e depois o que vai dar (risos) – falou o técnico do Cerro Porteño.



– Não lembro quem mandou (a foto da bandeira). Com certeza é algo muito importante. Não é fácil para o torcedor fazer, tem tantos atletas que fizeram campanhas memoráveis no clube. Agradeço publicamente porque é algo único – completou.



Entre os maiores jogadores da seleção paraguaia, Arce também tem uma carreira consolidada como treinador. Com três títulos paraguaios pelo clube, ele tem no currículo recordes importantes como a conquista invicta em 2013 e uma sequência de 11 vitórias seguidas na campanha de 2020.



Formado na base do Cerro Porteño, ele é o treinador com mais jogos, o que mais venceu na história e está a um triunfo de alcançar a sua 100ª vitória pelo clube. O futuro, talvez, pode estar no Brasil.



– Assinei (em 2020) por quatro anos para fazer uma reestruturação nas categorias de base, sei que é muito difícil em qualquer lugar do mundo. Minha ideia, não só pelo lado profissional, mas para devolver ao clube e deixar uma um linha de trabalho, um projeto esportivo, é terminar os quatro anos.



– Depois, se tiver um novo caminho que seja no Brasil porque acho que já é tempo. Apareceram algumas possibilidades, mas as mais reais sempre foram quando eu estava no Cerro, e a ideia nunca foi deixar o clube – disse o ex-lateral, que também já passou por Rubio Ñú, Olímpia, Guaraní, General Diaz e Nacional, além da seleção paraguaia.







Palmeiras, 2022, Libertadores, Arce, Cerro Porteño



VEJA TAMBÉM
- OPINIÃO: Apoio frenético das arquibancadas contribui para o Palmeiras se consolidar como o melhor time das Américas
- Fim da maldição! Abel Ferreira não assistiu às penalidades e diz que "conversou" com Deus no vestiário durante as cobranças
- "Extraordinário, tremendo feito, vão pelo tri..." - jornal argentino se rende ao Palmeiras e exalta a equipe de Abel Ferreira

LEIA TAMBÉM: Barcelona observará joia Endrick em torneio na França


E MAIS: No Brasileirão, Palmeiras vai buscar título inédito na era Abel Ferreira

E MAIS: Comissão técnica do Palmeiras pediu a manutenção de jovens da base













879 visitas - Fonte: globoesporte.com

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Libertadores

Qua - 21:30 - Allianz Parque -
X
Palmeiras
Atletico-MG

Brasileiro

Dom - 16:00 - Allianz Parque
3 X 0
Palmeiras
Goiás