20/11/2020 18:21

Nova paralisação? CBF descarta mudar protocolo da Covid: "Transmissão não ocorre em campo"

A sexta-feira (20) foi de confirmação de mais casos de covid-19 entre jogadores que disputam os principais torneios do futebol brasileiro. E mesmo em meio a uma semana de explosão de casos nas equipes e diante da segunda rodada do Campeonato Brasileiro com mais de 30 desfalques infectados por coronavírus, a CBF descarta, por ora, fazer mudanças no protocolo anti-covid de seus campeonatos.







LEIA TAMBÉM: Rizek critica jogo do Palmeiras com desfalques por covid: Absurdo





A confederação entende que a "Diretriz Técnica Operacional" das competições é eficaz. "Não há motivos para rever o protocolo. A transmissão não ocorre em campo. Não tem nenhuma evidência disso. Inclusive, jogador só entra em campo com exame RT-PCR negativo. O ambiente do estádio é muito seguro. Já são mais de 200 jogos só na série A. Um aumento de casos na última semana não pode significar imediatamente que nosso protocolo não é seguro. Ele é. Inclusive atualizado e validado pela OMS [Organização Mundial de Saúde]", argumentou o chefe médico da CBF, Jorge Pagura.



Na visão dos representantes da entidade, o aumento de casos não está relacionado a falhas nas recomendações, mas sim ao momento do país. "O Brasil deu uma flexibilizada no controle da pandemia. E isso se reflete em todos os campos da sociedade", argumentou Pagura.



"Antes, os aeroportos estavam mais vazios, os hotéis que os clubes utilizam estavam mais vazios. Agora não. O país flexibilizou. O contato acaba sendo maior. O que podemos fazer? Reforçar o que sempre falamos: se cuidem. É preciso manter tudo: utilização de máscara, evitar aglomeração, estar sempre fazendo uso do álcool gel para higienização. Nosso protocolo cuida do campo e arca com a testagem do elenco. Mas quem cuida do restante é o clube. Os clubes precisam cuidar dos seus. Se um jogador sai, vai a algum lugar, frequenta uma festa, não é culpa do protocolo", completou.



Estudioso dos casos de covid-19 e um dos mais renomados infectologistas do Brasil, Carlos Starling endossa o discurso da confederação brasileira de futebol.



"Não podemos confundir as coisas. Jogadores têm, no máximo, 30 segundos de contato somados durante uma partida. Isso com todos eles testados negativo e em ambiente aberto. Não é um cenário de transmissão. A diretriz estabelecida para a retomada do futebol e adotada até hoje é eficaz", opinou.



Na rodada do último final de semana, a 21ª do Brasileirão 2020, 37 jogadores não puderam entrar em campo por estarem com covid-19. Na próxima, a 22ª, a ser disputada amanhã e domingo, já são 32 desfalques confirmados pelo mesmo motivo.



O Palmeiras é o principal prejudicado pela doença neste fim de semana - são 18 casos em meio ao surto no Alviverde.



Ainda que demonstrem certo descontentamento interno, os clubes evitam fazer críticas públicas ao protocolo. Alinhados com a CBF após o lobby para o retorno do Brasileiro no início de agosto e a manutenção do formato padrão com 38 rodadas, os times também não fazem qualquer movimento de pedido de adiamento de jogos.







Na última atualização do acordo em vigor, a confederação, com o aval dos clubes, estabeleceu que só adiaria uma partida caso um dos times participantes não tivesse ao menos 13 jogadores disponíveis para entrar em campo.





Palmeiras, CBF, Protocolo, Covid, Campeonatos, Jogos, Verdão



VEJA TAMBÉM
- Denílson Show diz que Cuca 'sentiu' declaração de Abel
- Ex-treinador do Palmeiras exalta Felipe Melo: "Eu queria ter 10 Felipe Melo no meu time"
- Casagrande diz que técnicos brasileiros se uniram para atacar Abel Ferreira

LEIA TAMBÉM: Barcelona observará joia Endrick em torneio na França


E MAIS: No Brasileirão, Palmeiras vai buscar título inédito na era Abel Ferreira

E MAIS: Comissão técnica do Palmeiras pediu a manutenção de jovens da base













2082 visitas - Fonte: UOL Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Jorge Shibata     

Ah ! A CBF transferiu o surto nos clubes a "irresponsabilidade dos profissionais" devagar nessa afirmacao, estão toda semana viajando de avioes lotados, de onibus, foram votar nessa eleição com protocolos dividosos e assim caminha a hipocrisia

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Brasileiro

Dom - 16:00 - Allianz Parque -
X
Palmeiras
Flamengo

Brasileiro

Sáb - 19:00 - Neo Química Arena
0 X 1
Corinthians
Palmeiras